30Ago
2017

Agrinho MS: iniciativa promove saber no campo e mudança de hábitos

Em Caarapó, projeto aproxima estudantes ao meio rural

Educação gera educação. Parece clichê, mas a máxima tem grande efeito. Um exemplo disso, acontece em Caarapó, uma das 57 cidades participantes do Agrinho, maior programa de responsabilidade social do Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, com o apoio institucional da Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul.

Na Escola Estadual Cleuza Aparecida Vargas Galhardo, 20 estudantes, do 5º ano B, do Ensino Fundamental, participam de tarefas que visam a mudança de atitudes e hábitos do cotidiano com o projeto “Vida de verdade, vem do campo com qualidade”.

A iniciativa é fruto das ações do Programa Agrinho desenvolvidas desde o ano passado no município a partir de atividades escritas interdisciplinares, com a participação dos professores da turma, uso do material didático do programa, aulas de campo e exercícios para melhorar a vida dos alunos, da família e da comunidade a qual estão inseridos.

“Em 2016, meu aluno ganhou 3º lugar na categoria Redação. Ele era um dos poucos que tinha contato com a área rural. Esse ano, resolvi partir da ideia de proporcionar isso a todos, fazendo tudo que estivesse a meu alcance e que meu município me oferece. Como acho que a qualidade de vida é algo a ser trabalhado desde cedo, para que a criança cresça entendendo a importância de cuidar de si, do meio ambiente e do seu papel enquanto cidadão, desenvolvi meu trabalho com tudo que envolve o campo e o que ele proporciona em qualidade de vida”, explica a professora idealizadora do projeto, Juliana Stobbe.

Entusiasmado com a iniciativa local e com os resultados da escola, o superintende do Senar/MS, Lucas Galvan, destaca a importância do projeto como agente transformador da sociedade: “Os projetos desenvolvidos nas escolas participantes do Programa Agrinho tendem a formar atitudes saudáveis, conscientizando os alunos de seu papel como cidadão, para assumir uma participação ativa e tornar-se um agente de mudança dentro de sua comunidade”.

Dentre as visitas já realizadas, a professora foi em busca de uma aula de campo na Fazenda Nossa Senhora das Graças, localizada em Caarapó. A propriedade de André Bartocci, que é referência na produção de carne tipo exportação, proporciona atividades de educação, esporte e lazer aos funcionários e familiares por meio de projetos sociais com aulas de Inglês, Raciocínio Lógico e Produções Interativas, e Informática, além de cursos conveniados ao Senar/MS, em parceria com o sindicato rural do município.

“Há 10 anos desenvolvemos esse projeto para as 16 famílias que vivem na propriedade. É muito gratificante proporcionar o bem-estar a essas pessoas, que passam a ter perspectiva de futuro. Isso estimula o comprometimento delas e, consequentemente, potencializa a produtividade da nossa empresa rural”, afirma o produtor que é 3º diretor-secretário da Famasul e representante titular na Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da CNA – Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil.

Segundo a professora, os alunos conheceram as dependências da fazenda, o trato com o gado, a alimentação, os cuidados, a tecnologia usada, a preservação e cuidados com a natureza, e fizeram um lanche com suco e bolo feito pelas moradoras da fazenda.

“Eles ficaram surpresos e encantados com algo tão grandioso e tão próximo da gente, no nosso município. Ficaram pasmos com o zelo com o gado através do olho no olho, na percepção de um trato tranquilo, e a garantia do bem-estar animal com as Boas Práticas Agropecuárias. O projeto está em sua reta final e a visita nessa fazenda veio pra fechá-lo com chave de ouro”, conclui Juliana.

“A iniciativa reflete tudo que foi aplicado em sala de aula, por intermédio da proposta pedagógica do programa alinhada à dedicação dos professores, que provocam debates, permitem novas dinâmicas, possibilitam a realização de atividades criativas e originais”, destaca o superintendente do Senar/MS.

Fonte: Assessoria de Comunicação Senar/MS – Rodrigo Corrêa